Artigos

Imprimir

A PONTE QUE LIGA NADA A LUGAR NENHUM

No 21 Julho 2017.

Ministro dos Transportes promete ver in loco caso das pontes na divisa de Minas com a Bahia

Imagens: Fernando Abreu/Montalvânia 

 Porteira fechada no aceso à ponte sobre o Rio Carinhanha impede passagem de motoristas

O jornalista Fernando Abreu apurou que o ministro dos Transportes, Maurício Quintella Lessa, prometeu visitar a divisa dos estados da Bahia com Minas Gerais, no traçado da BR-135, onde uma antiga ponte de madeira foi alvo de vandalismo há pouco mais de uma semana. Parte da estrutura foi danificada por um incêndio e o acesso aos dois estados, nos municípios de Cocos, na Bahia, e Montalvânia, em Minas, foi suspenso.

O problema é que existe ponte com 100 metros de extensão, sobre o rio Carinhanha, na altura do povoado de Pitarana a menos de um quilômetro da ponte interditada pelo ataque criminoso dos vândalos. Cinco anos após sua conclusão, a ponte liga nada a lugar nenhum, o que revolta ainda mais os moradores e motoristas que fazem o trajeto entre Minas e Bahia pela rodovia federal.

Do lado baiano da ponte de concreto, há uma propriedade rural com área irrigada por pivô central, que o Governo Federal ainda não conseguiu desapropriar. Ao longo da semana, o dono da propriedade teria cobrado pedágio de R$ 100 dos motoristas interessados em fazer a travessia, após passar por uma porteira que dá acesso à cabeceira da ponte do lado baiano, onde a pavimentação da BR-135 ainda não foi concluída.

Pedagio

A cobrança foi suspensa após reclamações dos usuários e questionamento sobre a legalidade do ato. A empresa Top Engenharia, que atua na região para construir o asfalto entre a cidade de Cocos e a divisa com Minas providenciou a construção de um aterro para facilitar o acesso à plataforma da ponte nova.

Segundo o repórter Fernando Abreu, que está no local, é grande a expectativa pela visita do ministro. Motoristas em trânsito pela região, proprietários das terras envolvidas e toda a população aguardam pela solução do imbróglio. A visita do ministro Lessa teria sido combinada com o governador baiano, Rui Costa, e deve acontecer na próxima sexta-feira (28). O prefeito de Cocos, o médico Marcelo Emerenciano, avalia que a visita ministerial vá colocar um ponto final no impasse, com a possível liberação da nova ponte.

Comentários  

0 #1 Antônio Araujo 21-07-2017 22:06
Ao proprietário da fazenda, vai aqui o meu alerta:" Cuidado pra você não ser assaltado".Mas não por quadrilhas de bandidos comuns, ou por um dos 14 milhões de desempregados desse brasilsão afora. É por um bandido desses de gravata que não gosta de pouca verba, gosta é de malas de dim, dim. Como se trata de uma Br, vão pensar que por este pedágio passa pelo menos uns 10.000 carros por dia, aí os caras de gravatas só trazem as malas vazias, a volta dessa malas vão ficar por conta da sua imaginação....Mas fica aqui o meu alerta.Cuidado!
Citar

Adicionar comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Entre os termos de uso do espaço para comentários estão a restrição a comentários racistas, misóginos e homofóbicos, além de xingamentos e apologias ao uso de drogas ilícitas, crimes inafiançáveis ou proselitismo partidário. Os comentários serão moderados ou recusados para evitar excessos.


Código de segurança
Atualizar