Frontpage Slideshow | Copyright © 2006-2010 JoomlaWorks, a business unit of Nuevvo Webware Ltd.

Brasileiro passa mais tempo na internet do que vendo TV, aponta estudo

Com Agência Brasil

Saiu uma pesquisa que confirmou o que todo mundo já descofiva. A televisão ainda é o principal meio de comunicação no Brasil, mas os brasileiros já passam mais tempo navegando na internet do que na frente da TV. A informação está na Pesquisa de Mídia Brasileira 2015, divulgada hoje (19) pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República.

De acordo com a pesquisa, os brasileiros passam, em média, quatro horas e 59 minutos por dia usando a internet durante a semana e quatro horas e 24 minutos/dia nos fins de semana. Já a média de tempo assistindo à TV fica em quatro horas e 31 minutos/dia nos dias de semana e quatro horas e 14 minutos aos sábados e domingos.

"A diferença ainda é pequena, mas mostra uma tendência importante e que deve ser analisada. O tempo [de uso das redes] dá um parâmetro de como o brasileiro está migrando de forma consolidada para os meios de comunicação digitais”, avaliou o ministro da Secom, Thomas Traumann.

De acordo com a pesquisa, a internet é o terceiro meio de comunicação mais usado pelos brasileiros, atrás da TV e do rádio e à frente dos jornais e revistas. O levantamento, que ouviu 18 mil pessoas e traçou um perfil do consumo de informações nas diferentes mídias, apontou que 43% dos brasileiros usam a rede como meio de comunicação.


Brasileiro fica, em média, mais de quatro horas em frente à TV

Em mensagem truncada, vereador de Manga diz que ‘garantiu’ pagamento de décimo terceiro a servidor

A oposição ao prefeito Anastácio Guedes (PT) em Manga anda sem rumo nem prumo e, para variar, segue péssima em comunicação. Explico aos meus diletos 17 leitores. O vereador e líder da minoria na Câmara de Manga, Evilásio Amaro (PPS), publicou no site de eventos 'Norticias' (aqui) duas cópias ilegíveis da emenda modificativa ao projeto de lei em que o prefeito pedia autorização para abertura de crédito suplementar de 10% sobre os R$ 44 milhões do orçamento municipal para este ano da graça de 2014. O projeto foi encaminhado para o Legislativo no final do mês de novembro, em regime de urgência urgentíssima.

Não há, na esquisitíssima publicação feita pelo vereança Evilásio no ‘Norticias’, uma única linha de texto que explique do que se trata as três imagens que aparecem no post. O que há, sim, é uma foto do vereança em tamanho quase natural. Abaixo da foto que parece saltar da tela para lembrar ao incauto navegante que o parlamentar está vivo e supostamente atuante, vem esta manchete: “Vereador Evilásio garante recurso para pagamento do décimo terceiro do funcionalismo municipal”.

A falta de um reles texto na mensagem do vereador, que se apresenta como professor, poderia dar margem a inúmeras interpretações. Uma delas: ao ‘garantir’ o pagamento do décimo terceiro, Evilásio poderia, quem sabe, ter feito empréstimo superior a um milhão de reais ao município, o que é legalmente impossível. Não era nada disso, como se verá adiante, mas o pobre leitor do ‘Norticias’ foi obrigado a virar nos 30 para tentar saber, afinal,  o que sua excelência pretendia (in)comunicar.

O acima assinado, por exemplo, não conseguiu descobrir o conteúdo das imagens da ‘emendada’ que seguem publicadas no site. Cheguei a pensar que estava ficando cego. Abri o ‘Norticias’ numa TV Smart de 55 polegadas e nada. Aumentar a imagem não resolveu, porque as minúsculas letras da foto viram um borrão inteligível. Nem mesmo uma lente de aumento, comprada às pressas e à prestação, resolveu o dilema. Fiquei sem saber o que de tão importante poderia estar abaixo do pôster que o vereador Amaro fez publicar na internet.

Não é o caso apenas de amadorismo nos meandros da comunicação: há também um pouco de má fé na mensagem do parlamentar. A afirmação do vereador de que garantiu o pagamento do décimo terceiro do servidor manguense não tem base na realidade. Por vários motivos. Mas o principal deles é este: quando propôs ‘destinação exclusiva’ da suplementação orçamentária de dez por cento sobre os R$ 44 milhões do orçamento anual do município, Evilásio estaria criando verba de R$ 4,4 milhões para essa rubrica.

Ora, se o valor da folha extra do servidor gira em torno de R$ 1,2 milhão, a ‘emendada’ de Evilásio já teria grave vício de origem sobre o que fazer com o dinheiro que vai sobrar – de resto muito necessário para as carências da saúde e educação, como o prefeito explicou na mensagem que enviou à Câmara para explicar o tal projeto.

Evilásio tem um razão em um ponto...

Sede da pasta pode ser transferida para Montes Claros, conforme promessa de campanha para descentralização do governo

O deputado estadual reeleito Paulo Guedes (PT) será o novo titular da Secretária de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Sedinor). A decisão saiu durante encontro de aproximadamente duas horas que manteve, na noite da quarta-feira (17), com o governador eleito, o também petista Fernando Pimentel. A Sedinor foi ‘feudo’ do deputado estadual Gil Pereira (PP) durante o período de mando do PSDB no estado.

A pasta é o braço operacional do Governo de Minas na aplicação de políticas públicas voltadas para minimizar as diferenças regionais entre o semiárido mineiro e as regiões mais ricas do Estado. Cabe à Sedinor atuar localmente na execução de programas federais como o 'Água para Todos' e o 'Leite Pela Vida', além de ações complementares de combate à fome e extinção da pobreza.

O movimento encerra a disputa que Guedes, deputado mais votado nas últimas eleições, travava com o PMDB pela presidência da Assembleia Legislativa. O peemedebista Adalclever Lopes deverá ser eleito para o cargo, com o apoio da bancada petista na Casa. Guedes pediu a Pimentel algumas horas para pensar e ouvir as bases, mas a decisão já está tomada e será comunicada ao governador ao longo desta quinta-feira.

Paulo Guedes relutava em aceitar a Sedinor, mas se rendeu à promessa de Pimentel de que a pasta vai ganhar mais autonomia no futuro governo, inclusive com o reforço de parcerias estratégicas de outros setores da máquina administrativa estadual – casos da Copasa e Ruralminas.

Outra medida em estudo é a transferência de toda a estrutura da Secretaria para Montes Claros, medida que estaria em sintonia com o discurso de descentralização da atuação governamental proposta pelo governador eleito durante a recente campanha eleitoral.

Futuro de Tadeuzinho

Inscrições para certame começam em fevereiro, com a oferta de cinco vagas

A mesa diretora da Câmara de Vereadores de Manga publicou, nesta quarta-feira (18), edital para a realização do primeiro concurso público realizado na história daquela Casa. O conteúdo do edital foi apresentado ao plenário da Câmara em reunião extraordinária na tarde de hoje, e já pode ser consultado no site oficial da instituição (aqui). O certame será organizado pela Comissão Técnica de Concursos (Cotec) da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes).

As inscrições poderão ser feitas em na própria Câmara Municipal ou no campus central da Unimontes em Montes, a partir do dia 18 de fevereiro. Serão oferecidas cinco vagas, com provas de múltipla escolha previstas para o dia 26 de abril. O s cargos previstos são auxiliar administrativo (duas vagas), motorista (uma vaga), auxiliar de serviços gerais (uma vaga), e assessor de imprensa e cerimonial (uma vaga). O resultado final do certame está previsto para o início de agosto de 2015.

Manga será o primeiro município da região a realizar concurso público para provimento de cargos, em medida que antecipa recomendação da Promotoria Regional do Patrimônio Público do Ministério Público, com sede em Montes Claros, para colocar ponto final à contratação irregular de servidores em órgãos da administração pública no Norte de Minas. O MP atua para fazer valer a determinação constitucional de que o concurso deve ser a porta de entrada para acesso ao serviço público.

Cargos de confiança

Ex-ministro do Bolsa Família pode voltar à Esplanada, na cota de Minas para o Dilma II

Rumores dando conta que o governador eleito de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), conversou com a presidente Dilma Rousseff, no sábado (14), sobre a possibilidade de nomear o deputado federal eleito e ex-ministro Patrus Ananias (PT) para o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) choca com a estratégia proposta pela própria Dilma para não desfalcar a bancada que o partido vai mandar para Brasília a partir de janeiro. 

Consta que a presidente teria pedido ao amigo Pimentel para não nomear deputados federais eleitos pelo PT mineiro. Patrus foi ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, a pasta responsável pelo Bolsa Família, durante o governo Lula. 

Já o MDA foi a pasta que gerenciou o programa de distribuição de máquinas para prefeituras do semiárido brasileiro durante o primeiro mandato de Dilma, ação que teve custo declarado de R$ 18 bilhões. A pedra no caminho de Patrus para retorno à Esplanada é que o ministério tem sido reivindicado por petistas de pelo menos três estados, como forma de compensação pela nomeação da ruralista Kátia Abreu (PMDB) para o Ministério da Agricultura. 

A conversa pode ter realmente acontecido, mas ambos, Dilma e Pimentel, inicialmente concordaram apenas com a necessidade de Minas ser bem representada na Esplanada dos Ministérios - dado o fato do Estado ter sido providencial para a reeleição da presidente. Dilma não teria concordado, ainda, com a 'liberação' de Patrus, que, pelo fato de ter sido ministro pode representar reforço no Congresso. O que parece certo até aqui é que Minas terá ministro, ou ministros. Um dos nomes cotados é o empresário Josué Alencar (PMDB), derrotado na disputa pelo Senado e amigo de Lula desde a maternidade.